Como Ser uma Pessoa mais Calma e Equilibrada

Quem me dera ser mais calmo e equilibrado - disse o homem depois de partir o seu guarda-chuva contra um poste de eletricidade.

As pessoas calmas e equilibradas a nível emocional e psicológico são valorizadas e bem recebidas em quase todos os contextos. Veja algumas dicas para alcançar esse estado mental.

Substitua pensamentos negativos por positivos

Ter pensamentos negativos é perfeitamente normal. Deixar que eles se apoderem e influenciem toda a nossa vida é que é o problema. Aprenda a amar-se a si próprio e a cultivar os pensamentos agradáveis.

Não pensar demasiado nas coisas

O ser humano tem uma capacidade fantástica de analisar em excesso acontecimentos e fenômenos que o envolvem, o que muitas vezes causa sofrimento e dor. Às vezes as coisas acontecem porque têm mesmo que acontecer. Não vale a pena sucumbir ao stress e cair na espiral descendente do "O que é que eu poderia ter feito diferente?" ou "Mas porque é que isto tinha que acontecer a mim?"

Aprenda a colocar-se no lugar dos outros

Um dos caminhos mais rápidos para a calma e equilíbrio é a empatia e paciência. Ter empatia é conseguir se identificar com o próximo, ser paciente e imaginar que a pessoa insuportável talvez esteja a ter um mau dia. O perdão também é essencial, já que guardar rancor causa perturbações internas.

Equilíbrio é um esforço

Nem sempre é fácil ser equilibrado, calmo ou feliz. É preciso fazer um esforço consciente diário e saber que ser calmo é uma questão interna e não externa. Quando tiver essa noção, será mais fácil ser equilibrado, mesmo quando fatores externos o desestabilizam.

Importância da dieta e exercício

Uma alimentação equilibrada tem resultados positivos na saúde física e mental, podendo ajudá-lo a combater a ansiedade diária. Além disso, as endorfinas liberadas durante a prática de exercício físico, causam uma sensação de boa-disposição.

Cultive o seu cérebro

Busque a sabedoria ativamente. Quanto mais sábio, melhor conseguirá lidar com situações controversas e identificar as situações nas quais é normal preocupar-se.

Crie o seu próprio caminho

Qualquer estratégia é válida, desde que não interfira com a calma e equilíbrio de outrem. Muitas pessoas recorrem a exercícios de respiração e meditação ou à religião.

É importante referir que algumas condições psicológicas como ataques de pânico ou fobias poderão requerer a intervenção de um médico especialista.

Atualizado em 17/01/2014